Uberaba busca apoio do Estado para a implantação de esmagadora de soja

A implantação de unidade esmagadora de soja em Uberaba levou o prefeito Anderson Adauto e o empresário Rogério Cerqueira a manterem audiência com o diretor de agronegócios do Instituto de Desenvolvimento Industrial de Minas Gerais (INDI), uberabense Maurício Cecílio, e equipe, na tarde desta quarta-feira (14), em Belo Horizonte. O investimento global que a CS Agronegócio pretende fazer no Distrito Industrial II é da ordem de R$ 270 milhões, sendo R$ 70 milhões na construção da fábrica.

Anderson Adauto declarou que, há vários anos, o município busca a instalação de uma indústria esmagadora de soja, para beneficiamento da produção local e regional. "Uberaba é o segundo município que mais produz soja em Minas, com uma produção anual de 270 mil toneladas", destacou ele, salientando que a indústria agregará valor ao produto primário, gerando emprego e renda no meio rural.

"É uma indústria estratégica para a cidade e região. Fomos ao INDI buscar apoio do Governo de Minas para competirmos com o Estado de Goiás, que disputa o empreendimento. Apresentamos uma proposta de que sejam concedidos ao grupo investidor os mesmos incentivos dados à INPA, na época de sua instalação em Uberaba, quando disputávamos o investimento com outros dois Estados", explicou o chefe do Executivo.

A implantação da unidade de esmagamento de soja será tema a ser levado por Anderson à Comissão de Transição da Prefeitura de Uberaba, já que a empresa pleiteia a concessão de área no DI-II. A CS Agronegócio já possui armazém de grãos no município.

Participaram da reunião: o gerente de agronegócios e o assessor técnico do INDI, Rubens Amaral de Brito e Marcelo Miranda, respectivamente; o gerente financeiro da CS Agronegócio, João Eduardo; o consultor do projeto Etori Baroni e o empresário uberabense Oscar Lacerda.

Fonte: Jornal de Uberaba


Voltar